manchinha

Outubro 08 2004

às vezes leio tanta coisa nas notícias e nos blogues logo de manhã que me apetece desancar logo o mundo inteiro e não adianta tanta referência tanta opinião tanta coisa tanta loisa e retiro-me ai retiro-me sim que é melhor o resguardo quando me assaltam aquelas vontades de latas de pêssegos para lá e para cá nos supermercados no verão na caloreira na irritação (esta é para as Mentes claro) é diacho de coisa esta da informação e contra-informação razão tem a minha amiga que faz ioga em vez de ver televisão embora eu ache francamente que é a mesma coisa que me dá uma soneira desgraçada em qualquer dos casos enfim mas se vocês quiserem contribuir vão lá ao blog de apoio ao rebelisno de sousa da Ana Gomes que eu acho que até tem razão olha que isto é uma trancada das boas na liberdade de expressão por isso deixo-vos com a inspiração do hino da mocidade portuguesa não sei se vocês ainda se lembram mas o que mais me irritava de facto na altura era aquela coisa de andarmos todos com o mesmo modelo de calções e camisa e camelos a darem-nos ordens porque era isso que lá se fazia e mais nada e há sempre camelos prontos a dar ordens há formatações próprias claro está e não há maneira de fazer um reconhecimento prévio da pré-formatação de certos produtos a liberdade também não chega aí isto é tremendamente arbitrário é praticamente o que nos resta a arbitrariedade se bem que eu preferia que ela não fosse posta em prática por jorges sampaios pedros portas meninos de fato bcp e essas coisas mas tomem lá o hino e seja o que Deus quiser


mocidade lusitana herdeira de Portuguesa esta herança nos foi dada pra ser por nós guardada e para a guardar vivemos de armas na mão os varões e nós sendo as sentinelas das mais dignas tradições olhai que no seu posto de lusitanas vigias a missão das nossas fileiras não é nas liças guerreiras é a lembrar à nação que tem as chagas de Cristo nas quinas do seu brasão arraial ó lusas gentes arraial arraial arraial arraial que alerta está quem por bem salvará Portugal

publicado por manchinha às 20:06

Tróilaró ó tróilaró
meu amor ó tróilaró :-O Teca
(http://www.t2comvaranda.blogger.com.br)
(mailto:ticateca@iol.pt)
Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 20:51

Bravo Manchinha! Também estou farta de gente imprescindível que não resolve nada e só estraga a paisagem.
Quanto a estar aí muito sossegadinha agarrada à lata de pessegos da Assumida enquanto ouve os trinados da Teca... permita-me que lhe apresente os meus mais calorosos protestos!Pilantra
</a>
(mailto:)
Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 09:51

japinho caríssimo, só não linkei aos abestalhados da quadratura circular porque nunca vi tamanha embalagem egocentrados de fatos-cinza na minha vida. e porque acho um tédio ir ler tanto diz-que-diz-e-deixa-me-lá-não-dizer-caca-nenhuma ainda mais quadrado do que a televisiva versão de painel de machos à espera de promoção a génios.Manchinha
(http://manchinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:e_manchinha@sapo.pt)
Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 08:43

pilantrinha, vou pegar numa lata de pêssegos e enrolar-me no sofá a ouvir a Teca. lá-lá-lá-lá...Manchinha
(http://manchinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:e_manchinha@sapo.pt)
Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 08:40

ó Teca, pior do que o susto só o tédio que estas coisas me provocam.Manchinha
(http://manchinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:e_manchinha@sapo.pt)
Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 08:38

É mesmo a grande confusão, a menina linka para a Ana Gomes, ex-mrpp, actual fala fala do PS, claro com essas dietas de matar neurónios o que podia esperar?
Até me considero um homem de esquerda, eu escrevi esquerda, não PS e sou monarquico simplesmente porque acho que a república é esta palhaçada a que assistimos todos os dias, infelizmente.
Desculpe a alusão à sua dieta, foi a brincar.japinho
(http://r-por-minuto.blogspot.com)
(mailto:japt@mail.pt)
Anónimo a 11 de Outubro de 2004 às 21:56

A guitarra é sempre bem vinda!
«Vira os provérbios ao contrário» é o meu contributo para a revolução das mentalidades, essa é que é essa. Eu acho que este jejum de Caloria me anda a fazer mal!Pilantra
</a>
(mailto:)
Anónimo a 11 de Outubro de 2004 às 19:00

Vou buscar a guitarra. Pilantra, se essa do provérbio estar ao contrário é verdade, ficas a saber que vou ser uma cantora famosa. É que ando mesmo espantada.Teca
(http://www.t2comvaranda.blogger.com.br)
(mailto:ticateca@iol.pt)
Anónimo a 11 de Outubro de 2004 às 18:21

Caramba, Manchinha! Regressa uma pessoa a casa e apanha logo com essa poesia no frontespício!
Antes a lata de pessegos da Assumida na tola!

Pois não Teca! Tens o provérbio ao contrário: «quem espanta, seu mal canta». Esta é que é. Aqui para nós que ninguém nos ouve, a merdolice é a mesma,o resto são trinados de papagaio.
Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 11 de Outubro de 2004 às 16:19

Pois eu farto-me de cantar e os males não os espanto. Eu é que ando espantada com isto tudo. Ando mesmo assustada :(Teca
(http://www.t2comvaranda.blogger.com.br)
(mailto:ticateca@iol.pt)
Anónimo a 11 de Outubro de 2004 às 15:52

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO