manchinha

Fevereiro 15 2007
eu às vezes vejo coisas e nem sempre me apetece tê-las à frente do nariz há uma imposição desagradável no facto de não nos podermos alhear totalmente da realidade ora por isso é que ela é uma real-íssima maçada mas não me alongo aqui para não me enervar porque no fundo o que quero dizer está do outro lado na irrealidade que também nos irrita e o que se passou no referendo sobre o qual não me apeteceu nada escrever senão tinha de dizer muito mal de muita gente e todos nós sabemos que dizer mal faz mal ao tónus da pele sobretudo na cara que tem tendência para acumular mais rugas do que os outros sítios é claro que ouvir tanta opinião de homens sobre um asunto evidentemente de mulheres é de nos dar a volta às tripas porque eles bem dizem que também querem ser vistos e ouvidos e achados nesta coisa do aborto o marcelo até acha que as mulheres precisam de ser aconselhadas e orientadas por homens claro porque são seres menores está visto mas quando chega a altura das pensões de alimentos se formos a contabilizar não há pai nenhum que as pague a não ser os que têm mesmo de declarar vencimentos senão não podem ver o pilim ao fim do mês e mesmo assim discute-se ao cêntimo a forma de baixar a ajuda aos filhos que nessa altura eles são caros e elas que não engravidassem para começar mas quando chega a hora de votar então os direitos são iguais é preciso uma lata e nem assim a delinquência mental masculina é punida a hipocrisia é uma coisa muito feia não é pois eu acho que ninguém deve abortar caramba mas muito menos não ter forma de controlar ou planear uma família mononuclear claro porque também nesse somenos não se deve contar com a presença masculina que ir trabalhar e ler o jornal antes do jantar dá uma trabalheira pois então são tão óbvias as desigualdades que me pergunto se sou só eu que vejo isto se algum indivíduo do sexo masculino alguma vez terá a vergonha suficiente para dizer fogo isto não está mesmo certo se fosse comigo punha-lhes um processo em cima mas nem esses denunciam coisa nenhuma que o dever cívico termina no quintal da vizinha claro e que é que ele tem que ver com isso se não lhe bate à porta
publicado por manchinha às 14:17

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
22
23
24

25
26
27
28


pesquisar
 
blogs SAPO