manchinha

Novembro 08 2007
quero ver-te ainda de madrugada as sombras do amor suspensas pelo quarto quero ver-te adormecida serena esquecida quero ver-te depois iluminada pela tímida luz a manhã quando nos meus lábios recitar o amor em todas as formas quero ver-te no teu sorriso ensonado no teu abraço morno quero ver-te todos os dias assim quero-te
publicado por manchinha às 11:52

O amor no seu melhor, feito desejo e sonhos. É um privilégio ler a tua poética..
Beijinhos, amiga
postscriptum a 12 de Novembro de 2007 às 15:41

Doente? ausente? cansada?
Beijo
postscriptum a 28 de Novembro de 2007 às 15:38

E depois?
Vamos lá à repartição das coisas!
Sua preguiçosa !...
( Pois, eu também sou, eu sei. rsrsrsrs)
samartaime a 30 de Novembro de 2007 às 21:35

tens uma lata querida sammy que so visto mas depois a gente conversa com as conquilhas na frente...
manchinha a 3 de Dezembro de 2007 às 16:29

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO