manchinha

Fevereiro 11 2008
tenho-te ouvido dizer essas coisas todas em voz baixa assim de uma forma que me faz chegar a ti para perceber se é isso mesmo que me estás a dizer e me sentir próxima cada vez mais próxima de ti porque na tua voz baixa eu ouço sons histórias de amor mesmo quando não é de amor que me falas eu ouço muitas coisas e sinto outras que me parece que me queres fazer sentir tenho-te ouvido todos os dias e deixo-me encantar embalar em tantas coisas suaves murmuradas na tua voz baixa eu ouço-te e penso como seria feliz se te pudesse ouvir assim todos os dias ainda entre lençóis tão perto de ti que sentisse o ar a vida a sair da tua boca o teu rosto tão próximo que não o conseguisse ver apenas adivinhar entre as confusas sensações do sono e da tua proximidade como seria feliz se pudesse sentir assim sempre e lembrar-me disso o dia todo como posso pensar outra coisa senão que gosto dessas coisas que me dizes baixinho baixinho para que eu me chegue a ti e me sinta assim ligada para sempre à tua voz à tua existência que não me imagine sequer sem ela o que me faz chegar a ti é essa forma suave com que me atrais a certeza que tens de que te vou ouvir porque quero porque desejo e hoje senti-me mais uma vez assim
publicado por manchinha às 21:51

bem transposto para texto! ;)
Só Maria a 12 de Fevereiro de 2008 às 11:30

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
16

18
19
21

24
25
28


pesquisar
 
blogs SAPO