manchinha

Outubro 20 2004

sarmentinho.gif


FW: Canil, precisa-se


Sou S.A.R., um pitbull português autêntico, a precisar urgentemente de um canil que me acolha. Abandonaram-me há algum tempo neste cantinho e não tenho outro remédio senão alimentar-me com os ratos que me passam à frente. É uma tragédia. No fundo, sou mansinho e carente, mas à solta corro o risco de me transformar numa fera descontrolada. Por favor, ponham-me uma trela, um açaime e dêem-me uma ração decente. Juro-vos que não se arrependerão. Chamam-me S.A.R., abreviatura de sarmentinho-a-rolha, mas não me importo de ser baptizado de novo.


Passa esta mensagem a todos os contactos da tua lista. Hoje é ele, amanhã podes ser tu.

publicado por manchinha às 03:36

sape gato! sumiram quatro! isto é pior que os candeeiros do Vasco Santana. Cruzes canhoto!Ou serão cogumelos? míscaros? borboletas?
Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 15 de Novembro de 2004 às 22:45

Lá terei que ir cantar o S.Martinho para outra freguesia!Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 12 de Novembro de 2004 às 00:21

truz truz..... truz truz truuuz! óóó da caaaasaa!... Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 12 de Novembro de 2004 às 00:18

Mas com essas meninas eu alinho sim. A grande chatice é que no interregno do natal não vou estar. Irei aí ver a Paula Rego, mas não estou a combinar nada porque irei num furo. E devo passar o dia em Serralves ou mais. Durante a semana não posso, nem vale a pena falar nisso. E ainda terei de ir a Espanha. Eu sou daquelas reservistas a quem se esqueceram de avisar que a guerra acabou. Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 20:10

Beijinhos, abracinhos e adeuzinhos: tem a palavra
ali a senhora da cartola que eu estou quase a ver o sol nascer.
Vendo bem, um blog dá mesmo jeito!Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 04:54

Eu cá já andei à pancada o que tinha de andar. Eu agora quero é as finesses da Caloria e rir. Estou, digamos, um bocado cansada desta merdolice toda. E não estou na disposição de me deixar explodir -- a chatice é que estou sempre à beira disso.Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 04:37

também tu? é por essas e por outras que eu acabo por admirar a devoção de formiguinhas das voluntárias para os peditórios da cruz vermelha e da liga contra o cancro. é mais ou menos como essa coisa da junta de freguesia, tal e qual. ele é debates e mais debates, muito politicamente correctos e nem por isso, mas depois abraços e beijos, já tá tudo bem afinal. ora, eu tenho mau feitio e não me apetece levantar o lenço branco de cada vez que esmurro alguém. ou esmurro ou não esmurro. e para chegar ao esmurro é porque já tou pela ponta dos cabelos e toca a bater a porta. dá-se a vez ao seguinte, ainda fresco e sedento de debates. é como ir para a psicoterapia: da segunda vez que lá se vai já é batota; já se leva a cantilena toda na ponta da língua. além disso, a militância de marcar passo é para recrutas e eu já sou reservista há uns muitos anos.Manchinha
(http://manchinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:e_manchinha@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 03:54

acaba de me dizer a minha cara metade que até gostava de estar de lado a apreciar um colóquio anarco-intelectual entre nós, as mentes, as anas, as marias e as varandas e etc. temos de planear uma coisa dessas. em vez do bar dos gémeos, por que não planeiam uma excursão cá acima? é que a gente aqui faz horário 'on the double' com a família. tipo: os teus, os meus e os nossos, com os de estimação incluídos.Manchinha
(http://manchinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:e_manchinha@sapo.pt)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 03:40

Além disso, volto a repetir, não quero ser «nem mulher a dias da junta de freguesia»! Tenho um horror cada vez maior a essas coisas. Enchi, não dá mais.Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 03:38

É uma chatice não nos encontrarmos. Penso que muitas coisas poderiam ficar mais claras.Pilantra
</a>
(mailto:samartaim@yahoo.com.br)
Anónimo a 1 de Novembro de 2004 às 03:27

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO