manchinha

Dezembro 31 2007
gosto de coisas bonitas jóias e trapos incluídos gosto do toque do vento na minha cara de manhã do som da tua voz no meu ouvido gosto de acordar e sorrir seguir o voo dos pássaros e dos meus sonhos gosto de coisas assim viradas para os pequenos prazeres que me emocionam como uma imensa paixão acho que é mesmo assim que estou na vida apaixonada porque gosto do cheiro da terra molhada e do frasquinho da vivienne westwood de igual forma com idêntico gozo gosto de passar os olhos pelas margens dos rios e emociono-me com a arquitectura das cidades com os caprichos de um caminho construído por muitos passos gosto sobretudo da vida mesmo nos momentos em que a dor é demasiada recordo-a depois com uma espécie de nostalgia talvez por não entender nesses momentos a importância do que magoa pelo que nos prova que amamos que queremos que somos mas gosto de coisas bonitas mesmo quando são feias e me chegam as lágrimas aos olhos e não vês que afinal estou a abrir-te o meu peito em gritos estou a gritar-te mas nestas alturas o nosso filme é mudo e não chega a beleza das imagens para te dizer como gosto de coisas bonitas de ti de nós
publicado por manchinha às 00:37

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
18
20
21

23
24
25
26
27
28

30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO