manchinha

Março 22 2004
View image
Nunca consegui ler um livro da Cassandra Rios. Alguns passaram lá por casa, criteriosamente afastados até das prateleiras dos livros para os adultos. Mais tarde, mais velha, nunca consegui deitar a mão a nenhum exemplar.
Imaginem: publicou o primeiro livro aos 16 anos, com dinheiro que a mãe, que nunca leu uma linha escrita pela filha, lhe emprestou. Nos anos 60 e 70 a ditadura brasileira marcou-a como escritora proscrita e perseguiu-a, banindo 36 dos seus romances. Mesmo assim, alguns chegaram a vender 300 mil exemplares, coisa que só o Paulo Coelho conseguiu igualar.
Continuo sem conseguir deitar a mão a nenhum dos livros dela. Conhecem-na? Têm?
publicado por manchinha às 15:09

Morre em SP a escritora Cassandra Rios

São Paulo - Morreu no dia 08/03/2002 em São Paulo, no hospital Santa Helena, a escritora Cassandra Rios, autora de "A Tara" e "Tessa, a Gata", entre outros. Nascida em 1932 com o nome de Odete Rios, ela foi uma das autoras mais vendidas dos anos 60 e 70 - e também das mais perseguidas pela censura. Estreou com "Volúpia do Pecado" (1948) e foi um sucesso popular com incontáveis livros, ao lado da também considerada pornógrafa Adelaide Carraro (autora de "Adelaide no Mundo com Sílvio Santos").
Chegou a vender quase trezentos mil exemplares de seus livros por ano, números que só seriam rivalizados por Paulo Coelho. Misturava em suas obras homossexualismo feminino, cultos umbandistas, negócios e política, combinação que não respeitava o "bom gosto" que o regime militar desejava preservar. Com a abertura, um de seus livros, "A Paranóica", foi adaptado para o cinema, com título de "Ariella". Ariella (Nicole Puzzi) era uma menina rejeitada que vivia numa mansão e que descobre que seu tio fingia ser seu pai para ficar com sua fortuna. Para se vingar, passa a usar o próprio corpo, desintegrando a família.
Cassandra queixava-se de confundirem suas obras com sua vida. Numa entrevista recente à revista TPM, afirmou: "O que mais me incomodou foi me encararem como personagem de livro. Então, não tenho capacidade para ser escritora?!". Cassandra foi enterrada no cemitério de Santo Amaro (SP).

Pilantrax
</a>
(mailto:)
Anónimo a 3 de Abril de 2004 às 00:52

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Março 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
20

21
25
26
27

28
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO