manchinha

Março 27 2008
deixa-me passar os olhos pelo horizonte contar os passos que vão daqui até aí e parar para sentir porque agora é assim em todas as partes do meu corpo cresce a sensação de ti que tenho de manter sob a pele na ponta da língua no forte do meu coração diz-me então o que te segreda a tua alma antiga diz-me quando é que passa esta força que me faz desejar explodir quando é que finalmente livre adormecerei nos teus braços embalada pelos teus sonhos que me trazem acorrentada ou solta conforme a tua vontade deixa-me passar os olhos pelo horizonte sentir o último calor de um sol vermelho enquanto me preparo para esta viagem contigo
publicado por manchinha às 14:18

É sempre encantatório ler-te!
samartaime a 27 de Março de 2008 às 16:04

sammy dear long time no see onde estás que nãp te vejo e quando te vejo é de fugida que andas desaparecida em combate
manchinha a 27 de Março de 2008 às 17:19

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12

16
17
19
20

24
25
26
28
29

30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO