manchinha

Outubro 11 2005
sazonalidade2.gif


sou daquelas pessoas sem grande fé em coisa nenhuma graças a deus diria alguém e nada disso faz sentido bem sei mas o que eu quero dizer-vos é que mesmo sem grande fé em coisa nenhuma há coisas que me surpreendem e me agarram pelos tintins por exemplo vocês conhecem com certeza umas centenas de mulheres que se divorciam ou nem se chegam a casar ou se estão casadas o melhor era não estareme alacam com os filhos a vida toda sem ver um tostão dos pais dos ditos filhos e aqui pelo menos aqui em portugal não há tribunal juiz autoridade nenhuma que os faça pagar seja o0 que for as mães que criem os filhos que eles mesmo advogados empresários ou coisa melhor declaram-se sempre desempregados ou a viver de mínimos ordenados o certo é que não lhes pagam não vale a pena tentar dar-se a volta ao assunto não pagam e ficam impunes e se alguma delas for protestar dizem-lhe olha vai ao tribunal de família que a gente até tem um sistema porreiro porque o estado substitui-se ao papás quando isso acontece e constitui-se credor dos ditos pois bem minha gente e logo a seguir no tal de tribunal de família a primeira coisa que querem é reunir os papás estão a aver a classe que é andar quase à pancada com os papás passar as passas do algarve e viver só de confusões e depois quando até está tudo mais ou menos calmo eles descobrirem que as tipas foram ao tribunal caramba dá-lhes logo vontade de negociarem com elas não é verdade de admitirem que há sempre uma via pacífica e conciliadora e essas coisas todas pronto lá se arma outra vez um trinta e um do caneco e volta tudo à estaca zero não pior porque elas tiveram a lata de falar mal deles às autoridades e essa treta toda que um homem a sério é só à chapada mesmo para enfiar qualquer coisinha na cabeça de atum do raio da mulher que resolveu engravidar dele só para o lixar tá-se a ver pois mas não fica por aqui porque além do carnaval que se arma afinal vem a descobrir-se que para provar que o papá não paga mesmo quem tem de ir a tribunal és tu com as declarações de impostos dos últimos anos dossiers e dossiers de documentos tens de explicar e voltar a explicar tens de mostrar a papelada toda quase que dizes de que cor são as cuecas que usas para dormir e no fim se ficar provado que não ganhas mais do que um ordenado mínimo para ti e um por cada filho para poderes andar com a cabeça no lugar então lá consegues ao fim de anos que te paguem o que o papá previamente condenado a pagar nunca largou mas não te esqueças sub-humana da treta que não podes ganhar bem nem ter uma vida decente porque senão não tens direito a nada porque o pap'a esse sim pode viver à grande e aà francesa que nunca tem obrigação de nada e se for esperto nunca chega a ser pai de facto de coisa nenhuma não é absolutamente fabuloso por isso é que eu admiro os poucos homens que conheço que fazem de pais a sério lá isso admiro por isso é que eu tenho pena António que hoje te tenhas ido embora porque quando alguém presta parece que vai mais depressa e porque sempre foste desses pais que deram e voltaram a dar pelos e para os filhos por isso é que era importante que não tivesses ido porque dos outros eu não tenho fé António lá isso não tenho nem chega que tu tenhas sido a excepção porque a regra é muito má entendes mas tu lá arranjaste maneira de me fazer acreditar que nem todos os papás portugueses são um monte daquilo que a gente sabe por isso António um destes dias quando a gente se vir outra vez vou voltar a lembrar-me que nem todos os tipos são impunes irresponsáveis e culpados no que toca às suas obrigações sociais
publicado por manchinha às 17:51

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

manchas negras, cinzentas e brancas em todos os cantos da nossa vida. que fazer senão chocar de frente com elas e esperar que o acidente tenha consequências notáveis?
mais sobre mim
Outubro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
18
19
20

23
25
26
27
28

30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO